Muitas pessoas sonham em se livrar de seus empregos fixos e montar seu próprio negócio e este movimento vem ganhando força a cada dia.

O sonho de liberdade pode se tornar um pesadelo e ser fonte de sofrimento. Aquilo que deveria ser prazeroso, novamente tornar-se-á um tormento. Falo novamente, porque pesquisas mostram que 80% das pessoas estão infelizes profissionalmente e isto acontece por conta de muitas pessoas olharam primeiramente para o mercado, para as possibilidades de ganho financeiro quando escolheram a profissão, ao invés de olharem para si, seu perfil profissional (talentos, valores, propósito de vida). Isto fez com que inicialmente os reforços financeiros e crescimento na carreira, desse sustentação para se manter em uma empresa com carteira assinada e todos os direitos trabalhistas, até que tornou-se insuportável e agora, com mais maturidade, o profissional quer ter seu próprio negócio, tomar suas decisões e fazer o que de fato ama.

Sendo este o seu caso, agora é ora de fazer a lição certa e desta vez, olhar primeiramente para você antes de empreender, caso contrário, você poderá cometer o mesmo erro, por se vislumbrar com um mundo de possibilidades, com pessoas que estão se dando super bem neste campo do empreendedorismo, com o sonho de ser dono da sua vida e sua empresa, sem olhar primeiro para VOCÊ.

Para lhe ajudar a ter mais clareza neste processo de mudança, seguem algumas competências comportamentais que são importantes para você ser um empreendedor de sucesso e mais do que isso, ser feliz e manter a saúde com a nova escolha profissional.

Em uma escala de zero a dez, se auto avalie quanto as competências abaixo, sendo zero nos casos em que você não tem nada da competência e 10 quanto tiver muitooo dessa competência. Ficará mais fácil se você pensar em situações passadas em que você já viveu e refletir como se comportou e como se sentiu.

Perseverança: Não é nenhuma novidade que empreender requer perseverança, não é mesmo? Você receberá vários nãos e terá que seguir mesmo assim. Encontrará dificuldades, pedras pelo caminho e com determinação terá que seguir em frente. Matar um leão por dia, é um ditado comum na boca de quem está iniciando um negócio.

Tomar decisões: No dia a dia será necessário avaliar situações e tomar decisões, como: contrato mais pessoas ou não? Demito pessoas ou não? Invisto mais no meu negócio ou não? Faço empréstimo ou não? Crio novos serviços ou produtos ou não? Invisto em marketing ou não? E por aí afora. Se você se sente inseguro e sofre muito para tomar uma decisão ou precisa se certificar de todos os lados gastando muito tempo para decidir, pode ser que você vá sofrer muito tendo que fazer isso várias vezes por dia, semana, meses, sei lá com qual frequência.

Liderança: Você será o líder da sua empresa e como tal, vai ter de conseguir influenciar pessoas, motivar e envolvê-las para que elas façam o que tem de ser feito a favor do seu negócio. Desta forma, faz-se importante você ter esta característica de tomar a frente de projetos ou pessoas e liderar. Como você faz isso hoje na empresa em que você trabalha, na sua família ou com seus amigos? Isto é algo fácil para você ou sempre que você tem de ficar em evidência ou dar um feedback negativo para alguém ou ainda pedir algo ou delegar, você sente aquela dor no estômago e o chão parece sair debaixo dos seus pés? Pense nisso!

Planejamento estratégico: Como empreendedor, você terá que pensar a médio e longo prazo, terá que conseguir olhar mais para fora do que para dentro (operacional). Não é porque você sabe fazer bem uma atividade que seu negócio vai ser promissor, é necessário você se desprender do operacional e pensar nas possibilidades e mais do que isso, definir como vai conquistá-las. Olhando para suas realizações passadas, você se acha um executor ou um planejador?

Foco na qualidade e eficiência: Abrir um negócio até que não é tão difícil, mas mantê-lo por tempo e conquistar cada dia mais clientes, isso sim é bem mais difícil. Por isso é importante que você tenha preocupação e mais do que isso, comprometimento com qualidade para que seus clientes fiquem satisfeitos e indiquem outras pessoas. No teu trabalho atual, você procura fazer o algo a mais ou quer se livrar da atividade o quanto antes? Você tem estilo ganha-ganha ou gosta de sempre levar vantagens não se importando com o outro?

Proatividade: O mercado, consumidor e a vida útil dos produtos exigem muita agilidade e mudança e com isso, é importante estar atento a tudo a tudo e agir antes que se torne urgente ou necessário. Você é do tipo de pessoa que identifica de longe o que pode ser melhorado e age para mudar ou fica esperando tornar-se urgente e alguém te pedir, para só depois você reagir?

Delegação: Dificilmente você vai conseguir tocar um negócio sozinho então vai precisar de outras pessoas envolvidas com o negócio, por isso é fundamental que você confie nas pessoas, que saiba delegar com responsabilidade, ou seja, que não “delargue”. Delegar exige confiança e acompanhamento para ver se as coisas estão caminhando de acordo com o planejado.  Você confia nas pessoas e sente-se confortável para delegar atividades importantes?

Não tenho a pretensão de esgotar todas as competências que são importantes para ser empreendedor, mas acredito que as competências que eu coloquei acima, já podem dar um bom suporte para você se auto avaliar e perceber se você vai se sentir confortável empreendendo.

Pense no tipo de negócio que você vai montar, com que público vai trabalhar, nas características do mercado que irá atuar e faça uma relação de atividades que vai ter que executar. Depois é só colocar ao lado de cada atividade quais as competências comportamentais que você vai precisar ter. Cruze isso com o seu perfil, seus talentos e valores e verifique o que você poderá assumir e o que precisará de outras pessoas que irão trabalhar com você.

Fazer esta análise vai lhe ajudar também na hora de buscar um sócio, sendo o ideal que ele complemente seu perfil ou até mesmo se você não terá sócio, buscar você, investir no seu autodesenvolvimento.

Para você ter uma ideia, num processo de coaching leva-se umas 10 sessões para desenvolver uma competência comportamental principal e umas duas complementares, ou seja, que estejam diretamente ligadas a competência principal, então se você ainda não está pronto, calcule o tempo e o investimento que vai ter de fazer em seu desenvolvimento para empreender com sucesso e propósito.

Seja primeiramente o CEO da sua vida para só depois tornar-se o CEO da sua empresa.

Desejo para você, sucesso com felicidade e saúde.